domingo, 31 de maio de 2009

May

A vida é a coisa mais imprevisível que eu já vi.
Meu blog é um exemplo disso. Porque ele é o retrato da minha.

Nesse mesmo lugar, em quatro de maio de 2009 eu escrevi que desistia:

'Eu não quero me apaixonar,

Não quero pupilas dilatadas,
Não quero mãos soando,
Não quero acordar e ir dormir pensando numa pessoa,
Não quero mãos dadas,

Porque eu não quero sofrer.'

Eu desisti dele. Não o queria aqui. Queria distância.
Mas, é nessas horas, que o inesperado bate a nossa porta.


Portanto meu amigo. Não adianta.
Você se supreende. Os sentimentos se encontram. E em alguns dias, sua vida muda.
Muda de verdade.

Um comentário:

Letícia Santos disse...

E você lembra do meu coments nesse dia?

Pois é.

te amo girl