domingo, 20 de novembro de 2011

Pedro e Joana #1

Joana é uma garota ferida. No fundo é isso. Roberto a magoou muito há um tempo, quando deu uma nova chance ao amor dos dois mesmo quando não a amava mais. Ele cedeu à pressão que Joana, ingênua colocou sobre ele. A verdade é que ela nunca o tratou como deveria. Joana não sabia o que era amar, nem como lidar com isso. Roberto foi o primeiro que lhe estendeu a mão de volta. E por mais que tenha doído em Joana ver seu amor ser trocado pelo de Maria, hoje ela entende.

Tinha que chegar o Pedro. Aquele amigo que foi seu apoio nesse período tão difícil. E no meio de um mundo de diferenças e impossibilidades, meses depois, Joana viu-se apaixonada por Pedro. Mas era tudo tão errado e arriscado. Como saber quando podemos por uma amizade tão valiosa a prova. Talvez, na mente de todos os que viam, aquele sentimento era apenas um reflexo de carência e gratidão à amizade de Pedro. Porém, Joana sabia que não era apenas isso.

Ela tentou com todas as forças ignorar. Mas Joana é daquelas que precisa dizer como se sente. Daquelas que acredita que as coisas devem ser ditar para que não haja espaço para o “e se”. Joana é só coração. Joana está apaixonada.

Pedro, porém é só razão. Tinha outra garota em sua mente, a Gabriela, e não queria magoar os sentimentos da grande amiga Joana. Ela entendeu, mas Joana é daquelas que sofre sem medida.

E Joana sofreu. E Joana chorou. E Pedro não entendia. E na tentativa de ser amigo, ofereceu abraços e beijos. Não era isso que Joana precisava.

E Joana sofreu. E Joana chorou.

E não se sabe como ao certo, mas Pedro começou a pensar em Joana. Mais do que deveria e queria. Será que era tarde para tê-la em seus braços? Será que era o melhor a fazer? Trocar aquela presença amiga, que provavelmente duraria por toda a vida, por um sentimento que crescia devagar e podia não ir longe.

Pedro estava começando uma nova etapa de sua vida. No fundo, ele queria ter o caminho aberto para novas experiências. No fundo, ele já tinha se acostumado com o amor platônico por Gabriela. Joana iria fazer tudo mudar.

Encontraram-se numa tarde de quarta. Eles saíam muito juntos. Pedro gostava da companhia de Joana. Ela adorava segurar as mãos dele e esquecer-se dos problemas.

Nesse dia eles fizeram como sempre. Andaram de mãos dadas pelo shopping. Riram. E quando era hora de ir para casa, Pedro simplesmente deu um beijo em Joana.

Então um misto de preocupação e alegria inundaram seu coração. Agora o afoito era Pedro. Joana queria esperar. Ela não havia esquecido tudo o que já tinha sido dito. Ela se lembrava da rejeição.

Mas pouco tempo depois, os dois estavam entregues. Resolveram baixar a guarda. E juntos eles formam um dos casais mais improváveis de todos.

Pedro é nerd, adora metal, é algo próximo de um agnóstico, sossegado, coloca a razão acima de tudo, ama ciências, vê a vida além do que ela é pra maioria dos 7 bilhões, adora filmes e séries com lutas e guerras épicas, ri de tirinhas e gifs de gatinhos, é meio preconceituoso e intolerante, tem um grande coração, se preocupa com os outros mais do que consigo.

Joana é agitada, adora dançar sozinha pela casa, defende o cristianismo puro e simples com unhas e dentes, não consegue ouvir metal por mais de 5 minutos, adora filmes de amor, odeia ver sangue em qualquer tipo de publicação, é emoção, chora onde quer que esteja, é insegura, fala muito, resolve no máximo problemas com regra de três.

Mas esses dois se amam. Eles seguram as mãos um do outro como se não houvesse amanhã. Eles adoram deitar juntos numa cama e não fazer simplesmente nada. Eles adoram ir ao cinema e tomar mate com cheeseburguer do BK. Eles trocam mensagens de celular todos os dias, sobre qualquer coisa. Eles adoram Star Wars e videogames.

E o que isso prova amigos?

Nada na verdade.

A não ser que o amor é algo que nunca entenderemos.

A não ser que ele pode estar bem ao seu lado.

Eu torço muito por Pedro e Joana.

3 comentários:

Letícia Cardoso disse...

e eu que não li esse post com os nomes "Pedro e Joana" também torço muito pelos dois.

;)

naspequenascoisas disse...

Saudades, Jak linda! Fiquei feliz de ter encontrado seu blog. Vai para o meu blogroll =)
Antes de ler o comentário da Le, também não li os nomes Pedro e Joana.
Não sei do Pedro, mas Joana é só coração mesmo.
Estou torcendo muito para Pedro e Joana - para que eles nunca vejam um obstáculo maior do que ele realmente é e para que eles percebam como se amam, assim, nas pequenas coisas.
Um beijinho e boas férias**

Nossa Visão de Mae disse...

Ola! Gostariamos de realizar um convite para participar do nosso blog! Para qual email podemos enviar o convite? O nosso é nossavisaodemaw@gmail.com