sexta-feira, 2 de julho de 2010

E eu não gosto de não poder fazer nada

Eu levei um tempo pra entender várias coisas na minha vida. Elas fazem dela muito diferente hoje, se comparada ao que já fui e já pensei. Não quer dizer que eu tenha gostado de chegar a tais conclusões. Tem coisas na nossa vida que a gente aceita. E aceitar não quer dizer que concordei.

Subjetividade.

Você não pode ajudar uma pessoa se ela não quer ser ajudada. Ela pode não concordar com você. Pode achar que do jeito que tá, tá bom. É o certo. Ela pode querer se render simplesmente.

E você não pode fazer nada.

Eu não gosto de não poder fazer nada.

Mas, se a minha amiga não quiser parar de se esconder em baladas, casos e cigarros pra esquecer quem feriu o coração dela, eu não vou poder fazer nada.

Se uma pessoa querida não ver que beber não vai fazer as coisas se resolverem ou a dor passar, eu não vou poder fazer nada.

Se a minha amiga não ver que não vale a pena sofrer por ele, e que ela deveria, desde o principio, ter mantido distância, eu não vou poder fazer nada.

Se você não se conformar com o fato de que há desigualdade demais nesse mundo pra gente simplesmente passar de largo, eu não vou poder fazer nada.

Se você não se comove com um mendigo na rua, mas se comove com o cachorro abandonado, eu não vou poder fazer nada.

Se você não se comove com o cachorro abandonado, mas se comove com o menigo, eu não vou poder fazer nada.

Se você não honrar seu caráter, suas escolhas, sua família, eu não vou poder fazer nada.

Se você não quer saber de Jesus, eu não vou poder fazer nada.

E eu não gosto de não poder fazer nada.

Mas, existem casos onde é melhor que você deixe as pessoas irem. Proteger demais as pessoas acaba privando-as de VIVER o que tem de ser vivido para que haja evolução.

Eu posso dizer isso, mas sem dúvidas, alguém, um dia, já quis fazer algo por mim e não pode fazer nada.

Fale. Não desista de falar.

Mas, deixe-os ir. E quando eles voltarem simplesmente acolha-os.

Às vezes quem quer ajudar, só atrapalha.

Quer saber o que vou fazer por deles? Orar.

2 comentários:

camilaribeiro10 disse...

E como sempre, a Jak arrasa...
Nossa, a do rei...
Realmente é assim que tem que ser, infelizmente...

E sou assim também... Mas, como diria a música, I'll be there... É Jak, nem sempre as pessoas pensam como a gnt, e nem sempre conseguiremos conscientizá-las de que a vida não é assim, que nada do que ela quer, goste ou faça vai fazer mal, vai levar a nada, vai simplesmente ser momentaneo e não dradouro...
Mas, como sempre, estamos esperando com o ombro amigo pra elas chorarem e a nós consolar-mos...

Eu entendi, e sei que não é só uma coisa que leva a esses pensamentos...

Parabens XD

Barbara disse...

Tava assistindo Procurando Nemo na sessão da tarde ontem e achei mara um diálogo entre a Dori e o pai do Nemo:

Pai do Nemo: Prometi que nada aconteceria a ele.
Dori: Mas que coisa estranha de se prometer,se nada acontecer a ele,NADA vai acontecer a ele.

Talvez não sejam exatamente essas palavras, mas a idéia é essa.rsrs

Mesmo que amemos muito uma pessoa próxima, não podemos a proteger de tudo.A própria pessoa terá que passar por determinadas experiências, mesmo que ao nosso ver elas sejam desagradáveis.Só podemos orar,torcer,vibrar positivamente ( e isso independe de nossas crenças) para que ela aprenda a utilizar o livre arbítrio e inteligência pra minimizar os sofrimentos terrenos e adiantar sua evolução,seu crescimento pessoal.A questão é que cada um tem seu tempo pra fazer isso e temos que aprender a respeitá-lo.
E por mais que o fato das pessoas ignorarem algumas coisas nos deixem tristes,revoltados, vale a pena sempre lembrar que o MELHOR,O BOM, O CERTO é relativo segundo a visão,segundo a noção de realidade de cada um.
Podemos aconselhar ,acolher,emprestar ombro amigo, esclarecer,ajudar,propor bons caminhos; mas ao fazermos isso fazemos segundo a nossa visão de CERTO,DE BOM,DE MELHOR.

Entendo sua visão,entendo sua insatisfação pois a sinto todo dia em relação a pessoas bem próximas de mim.Pois afinal de contas,independente da crença religiosa,filosófica os problemas da existência são os mesmos.O que importa é estarmos atentos a eles que possamos procurar sempre a melhor maneira de resolvê-los.Nota-se que você é alguém à procura disso.Isso já basta pra eu ser sua fã.Mas além disso você é Crocante e Irresistívele Sexy.haha

Beijos e tapa forte na bunda.

Mesmo longe,TE AMO.

e VAMO JOGAR BOLA,CACETE!!!!